terça-feira, 19 de julho de 2011

Long River, parte 1

Me mudei há quase duas semanas, mas ainda não me sinto em casa. Lucas é compreensível a isso, ele já passeou mais residencialmente falando. Eu não. Ainda acho que é uma pousadinha. Olho para os meus livros, minhas tralhas e tento suspirar. Minha última consulta com a homeopata, ela perguntou: "Você suspira muito?" Putz. Não sabia dizer. Talvez não, talvez devesse suspirar mais. Mas não começa a ser um lamento? Pois eu estou bem feliz. Nunca fui tão pobre, é verdade. Ainda tenho 7 anos, meu pai trabalha no Banco do Brasil, chega em casa reclamando da inflação e eu digo: - Pai, por que não fazem mais notas?
Ainda penso assim. Preciso de mais notas, por favor. Mais notas. Por favor.
Não fui até à Igreja jurar meu amor ao Lucas a um Deus desconhecido e tampouco entrei num cartório burocrático. Criamos nós mesmos nosso ritual e nós casamos. Nessa casa. É o único acontecimento marcante dessa casa até então.
Troquei os puxadores sozinha, fiz um mini jardim no puxadinho da janela. Meus primeiros calos pintaram, e eu me machuquei um bocado. Demoro a ter noção espacial. Estou contabilizando uns 5 roxos nas pernas,um grande corte no dedo e outro corte super emblemático no pulso. Foi o estilete, abrindo caixas. Suicidal Tendencies? Nunca.
Acabo de nascer. E eu choro bonito.

5 comentários:

  1. Que feliz por você, Lets. Feliz, feliz, feliz.

    ResponderExcluir
  2. A graça das novas casas é que elas nunca veem prontas e temos que nos dedicar ao árduo exercício de montá-las. Para a casa se tornar é preciso preenchê-la com o tempo. Em 26 anos de vida já me mudei 22 vezes e muitas vezes acordo em quartos antigos, que me surgem inteiros tal qual eram quando eu morava neles. Estranho os espaços, já que me falta o tempo para amá-los... Felicidades em sua nova casa. Te desejo o tempo.

    ResponderExcluir
  3. Vida longa à jornada interna.
    Você fala que tá pobre, mas, eu lhe pergunto, existe artista rico? Quero dizer, os que são ricos são artistas?

    {pode parecer preconceito, mas eu não acredito nisso que acabei de falar. existe artista rico sim, é verdade. mas a verdade estão com os pobres}

    ResponderExcluir
  4. leticia, quanto felicidade esse novo nascimento.
    Os cortes se curam, o bonito 'e o que vai nascer dai. todo dia, um pouco novo.

    ResponderExcluir